«DO AVESSO E DO DIREITO» DE EDUARDA DIONÍSIO – LEITURA À 2ª VISTA POR DIANA DIONÍSIO
«DO AVESSO E DO DIREITO» DE EDUARDA DIONÍSIO – LEITURA À 2ª VISTA POR DIANA DIONÍSIO
4 months ago
Casa da Achada - Centro Mário Dionísio
Rua da Achada 11, R/C, 1100-004 Lisboa, Portugal

«DO AVESSO E DO DIREITO» DE EDUARDA DIONÍSIO – LEITURA À 2ª VISTA POR DIANA DIONÍSIO

Leitura integral de um texto inédito de Eduarda Dionísio.

«Era um tempo em que vir para a rua já só de vez em quando
e eu vinha ainda
tu é que já não vinhas
era mudar um pedacinho o mundo pelo menos naquele dia
ou assim parecia
E eu já não tinha lugar no mundo não tinha
Tu
era ao contrário O teu lugar até era conhecido pelo nome de um cargo com algum relevo na escala
Mesmo assim talvez alguns dias estivesses como eu estava sempre agora
a pensar de manhã como havias de ocupar a noite
por falta de hábito de não termos a agenda cheia
ou pelo contrário
conseguias sem custo gozar sempre o tempo livre
em frente dum ecrã ou dum livro
ou metendo a família no carro e indo até uma esplanada dos arredores da cidade
ver o mar
Talvez também te aconteça sei lá»

«Do avesso e do direito» é um texto escrito por Eduarda Dionísio em 2006 para o grupo de teatro Trigo Limpo, da ACERT (Tondela), que, no âmbito do projecto «Interiores», convida dramaturgos a escrever e a «descobrir personagens que ajudem a reflectir sobre a portugalidade dos anos mais recentes».