Louise Michel
Louise Michel
6 months ago

Dez mulheres estreiam em Faro, uma peça inspirada na anarquista francesa «Louise Michel», uma nova criação da dupla Ana Borralho e João Galante.

Dez mulheres com bandeiras negras vão estrear no sábado, dia 7 de outubro, no Teatro das Figuras, em Faro, a peça com o nome da anarquista francesa «Louise Michel», uma nova criação da dupla Ana Borralho e João Galante, com produção da casaBranca, uma estrutura de criação e difusão artística sedeada em Lagos.

O resumo da criação poderia ser «a anarquia e a luta de Louise Michel, um grupo de mulheres com bandeiras negras em riste, um texto do Rodrigo García e uma canção dos Radiohead».

«Gostaríamos de encorajar a questionar as estruturas que moldam a nossa sociedade e as pessoas a pensar mais pela sua cabeça», disse à Lusa Ana Borralho.

A criadora acrescentou que o texto da obra «leva a pensar em como o sistema educativo atual está bastante formatado e congelado no tempo».

A peça é inspirada na luta de Louise Michel (1830-1905), professora, poetisa e enfermeira francesa e traz «para o palco dez mulheres inspiradas na luta de Louise Michel, que também é uma luta dos nossos dias», afirmou Ana Borralho.

Por seu lado, João Galante sublinhou que a peça aborda também «o empoderamento da Mulher».

A performance parte do texto «Deviam ter ficado em casa, seus idiotas», de Rodrigo García, e da canção «Exit music (for a film)», dos Radiohead.

A partir daí, «a subjectividade de Ana Borralho e João Galante faz içar a bandeira negra da anarquia na figura de Louise Michel, um dos nomes mais relevantes da Comuna de Paris, para olhar de frente os temas da opressão, resistência e liberdade. As dez mulheres presentes no palco realçam o papel feminino na formação de movimentos políticos e sociais, ao desafiar a sua representação tradicional na esfera pública».

Em palco vão estar Ana Catarina Santos, Ana Freitas, Ana Inês Azevedo, Ana Vaz, Beatriz Costa, Daniela Santos, Elizabete Francisca, Inês Marques, Maria Roque e Rafaela de Lima.

Por sua vez, «a plateia é chamada e encorajada a questionar as estruturas e os sistemas que moldam a nossa sociedade, e a considerar o potencial do seu pensamento crítico como motor de mudança e resistência», explica a dupla.

«Louise Michel» teve início em 2021 num trabalho de Ana Borralho & João Galante desenvolvido com os alunos finalistas da licenciatura de Teatro da Escola Superior de Teatro e Cinema.

A apresentação desta obra também está prevista para a Culturgest, em Lisboa, em fevereiro de 2024.

Os bilhetes custam 10 euros (com descontos disponíveis) e podem ser adquiridos presencialmente ou através do site do Teatro das Figuras.