Manifestação Abril Pela Palestina
Manifestação Abril Pela Palestina
2 months ago
Praça do Municipio, Lisboa
Praça do Município, Lisboa

PT | No ano em que Portugal celebra 50 anos de Liberdade e do fim do fascismo, na Palestina a ocupação colonial e a limpeza étnica continuam, sob o olhar passivo da comunidade internacional.

No dia 7 de Abril cumprem-se 6 meses desde o início do ataque genocida de Israel sobre Gaza. Desde então, mais de 32 mil pessoas palestinianas foram assassinadas pelo exército sionista, entre elas mais de 12 mil crianças. O número de mortes devido à fome e à doença, causadas pelo cerco criminoso imposto por Israel, pode em breve ultrapassar o número de mortes provocadas por bombas e balas.

Na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental, Israel continua a atacar cidades, aldeias e campos de refugiados. Só desde outubro, já matou para lá de 400 pessoas palestinianas, mais de 100 delas crianças. Além disso, declarou 800 hectares na Cisjordânia ocupada como terras do Estado, e aprovou planos para cerca de 3.500 novas unidades habitacionais em colonatos da Cisjordânia.

A tudo isto dizemos BASTA!
Pelo fim do genocídio, pelo fim da ocupação colonial sionista, dia 7 de Abril voltamos à rua sob o mote “Abril pela Palestina”.
Junta-te a nós!

Palestina livre! Fascismo nunca mais!

✌️🍉

EN | In the year in which Portugal celebrates 50 years of freedom and the end of fascism, colonial occupation and ethnic cleansing continue in Palestine, under the passive gaze of the international community.

April 7th marks six months since the beginning of Israel's genocidal attack on Gaza. Since then, more than 32,000 Palestinians have been murdered by the Zionist army, including more than 12,000 children. The number of deaths provoked by hunger and disease, due to the criminal siege imposed by Israel, may soon exceed the number of deaths caused by bombs and bullets.

In the West Bank and East Jerusalem, Israel continues to attack towns, villages and refugee camps. Since October alone, it has killed more than 400 Palestinians, over 100 of them children. In addition, it has declared 800 hectares in the occupied West Bank as state land, and approved plans for around 3,500 new housing units in West Bank settlements.

(continues in the first comment)

original drawing/desenho original: @catherine_corkfield